top of page

Jo Harvey-Graham, 50, Sydney, Austrália

Aos 50, Jo Harvey Graham está mais feliz do que nunca!


Nascida na Nova Zelândia, seu trabalho a mantinha ocupada acompanhando as tendências de moda, viagens e estilo de vida - atualmente oferece dicas nessas áreas para a população com mais de 50 anos. Seu maior obstáculo na vida foi a ansiedade que a atormentou até os 40 anos de idade... vencido o monstro que a assombrava, ela agora inspira outras pessoas de meia-idade a também viverem melhor.


Como muitos, Jo passou grande parte de sua vida lutando contra uma ansiedade que a paralisava. Confiante e capaz por fora, ela habilmente escondeu sua luta diária até atingir o fundo do poço. Buscar “ajuda” tornou-se uma questão de vida ou morte. Jo achava que seu caso era único, mas os transtornos de ansiedade não discriminam e são tão comuns entre adultos mais velhos quanto entre jovens. Na verdade, cerca de 275 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem do mesmo mal. Jo disse à #So50 que ela não quer que os outros se sintam sozinhos em sua batalha. Ela quer que as pessoas com mais de 50 se sintam fortalecidas, felizes e confiantes. Sua história inspira, e sua empatia permite que Jo compartilhe, ria e apoie outras pessoas, por meio de sua página oficial no Instagram, buscando remover o estigma em torno das mudanças da meia-idade e estimular as pessoas a curtirem essa fase incrível de suas vidas.

Completar 50 anos traz mudanças ... mudanças positivas. Para Jo, as mudanças a ajudaram a compreender e aceitar que somos perfeitos do jeito que somos. Aprendeu a “receber um elogio sem envergonhar-se”, a falar o que pensava com segurança, e assumiu o controle de sua saúde e felicidade. Em vez de se tornar invisível, Jo fez o oposto: “Você liga o f...” - mas no bom sentido. Você se preocupa menos com o que os outros pensam e passa a aproveitar a vida". Ela também revelou que as mudanças trazem desafios, como aceitar as mudanças físicas, as mudanças hormonais. Para aqueles que lutam com problemas semelhantes, sua mensagem é que sim, “pode ser uma batalha. A idade se apodera de você. Acontece e é normal”, mas Jo passou a amar seu corpo amadurecido, afinal "por que perder um tempo precioso se preocupando com isso? O tempo é curto, aproveite”.

Jo diz ter alguns seguidores mais jovens buscando um pouco de segurança e orientação, além de curtir sua honestidade, suas risadas e visão do futuro. Eles provavelmente apreciariam o conselho que ela daria à Jo de 25 anos ... Você é boa o suficiente, forte o suficiente e inteligente o suficiente. Nunca se compare com os outros. Seja corajosa e arrisque-se. “A vida é curta, aproveite todas as oportunidades”. Este excelente conselho também faz parte de sua receita para envelhecer com felicidade, além de ser gentil consigo mesma e com os outros, cuidar da sua saúde física e mental e ser grata pelo que temos na vida.

Quando questionada sobre a falta de representação de mulheres mais velhas na indústria da beleza, Jo disse que, embora seja comum acreditar que “idade não vende”, é preciso mudar essa narrativa. As mulheres mais velhas estão se tornando as maiores consumidoras desses produtos, e as marcas precisarão ganhar esse mercado!


Viajar sempre foi um aspecto importante da vida de Jo, e destinos como Raratonga, Samoa e Fiji foram os mais memoráveis. Conhecer os locais, ver “como eles valorizam a vida e não os bens foi o lado mais marcante dessas viagens”. Em relação a viagens futuras, ela espera se aventurar pela Europa, explorando novos destinos e experiências.



No momento, Jo está animada com seu último projeto, construir seu Instagram, criar uma comunidade de mulheres que apoiam e inspiram umas às outras. Mulheres que amam moda, viagens, preparação física, bem-estar e envelhecimento, cada uma à sua maneira. Ela obtém sua própria inspiração de muitos influenciadores, incluindo @mari.musing e @edgy_fearless por sua tenacidade e estilos de moda destemidas, e adora apoiar @Beddowntonight por seu trabalho ajudando os sem-teto a terem uma boa noite de sono.



A jornada de Jo é inspiração para qualquer pessoa que lutou contra seus demônios internos. Chegar à meia-idade deu a ela o poder de buscar a ajuda que precisava e agora ela está iluminando o caminho para outras pessoas. “Nunca fui mais feliz do que agora, na meia-idade. Sinto-me livre, confiante e pronta para enfrentar o mundo. É uma sensação ótima, que só a idade poderia ter me dado”.


Siga a Jo no @50sowhatofficial



Compartilhe!

Arros So50

Commentaires


bottom of page